Máscaras faciais, para a protecção da COVID19, voltam a ser obrigatórias em Espanha

por: António Manuel Teixeira
Máscaras faciais, para a protecção da COVID19, voltam a ser obrigatórias em Espanha
Hospital Albert Einstein

Em resposta a um aumento significativo dos casos de COVID-19 e de gripe, a Espanha anunciou o restabelecimento do uso obrigatório de máscaras faciais em todo o país.

Esta decisão, aplicada pelo Ministério da Saúde, obriga a utilização de máscaras faciais nos hospitais e centros de saúde a partir desta quarta-feira, apesar da oposição da maioria das regiões autónomas de Espanha.

A medida segue-se a acções recentes tomadas por regiões como Valência e as Ilhas Canárias, que rapidamente aplicaram medidas semelhantes devido à escalada de casos de COVID-19 e de gripe.

A ministra da saúde de Espanha, Mónica García Gómez, esclareceu que o requisito implica a utilização de máscaras à entrada das instalações de cuidados de saúde e a sua remoção à saída, rotulando-a como uma medida preventiva fundamental e simples.

A pressão crescente sobre os hospitais espanhóis, atribuída a um aumento da gripe, do COVID-19 e de outras doenças respiratórias, levou o Ministério da Saúde a tomar a decisão. Depois de não ter conseguido obter um acordo com as autoridades de saúde regionais, o ministério prosseguiu com o mandato, muitos dos quais defenderam a utilização de máscaras como uma recomendação e não como uma obrigação.

Apesar da autonomia regional na gestão dos cuidados de saúde, o Governo central tem autoridade para intervir se for considerado necessário. Seis regiões já tinham adoptado medidas semelhantes, tendo as máscaras passado a ser comuns nas ruas, nos transportes públicos e nos estabelecimentos de saúde nos últimos meses. A Catalunha, a Comunidade Valenciana, Múrcia, Aragão, as Astúrias e as Ilhas Canárias encontravam-se entre as regiões que já tinham adoptado tais medidas.

Esta inversão surge depois de a Espanha ter declarado oficialmente o fim da crise sanitária da pandemia em Julho, eliminando a necessidade de máscaras nos centros de saúde e farmácias.

No entanto, o ressurgimento de casos, especialmente o aumento simultâneo do virus e a gripe levaram à reitrodução, a nível nacional, da obrigatoriedade de utilização de máscaras faciais para travar a propagação de doenças respiratórias 

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways

Actualidade